IMG_20210720_015447_578.jpg

Benvindo Fonseca


Benvindo Fonseca estudou no Conservatório Nacional de Lisboa e na Escola da Fundação Gulbenkian, e também em Nova York, Londres e Paris.

Solista na Companhia de Dança de Lisboa e Ballet Gulbenkian – onde foi bailarino principal – trabalhou com grandes referências como Mats Ek, Jiri Kylian, Hans Van Manem, Orad Naharin, Itzik Galili, Vasco Wellenkamp, Olga Roriz, Paul Taylor, Christopher Bruce e Nacho Duato entre outros. Cofundou e foi Diretor Artístico / Coreógrafo do Ballet Contemporâneo de Lisboa.

Enquanto coreógrafo, desenvolveu trabalhos para o Teatro Nacional D. Maria II, “O Bando”, Teatro Experimental do Porto, Ballet Gulbenkian, Companhia de Bailado Contemporâneo, Companhias de Dança de Almada e Évora, Conservatório Nacional, Escola Superior de Dança, Academia de Dança Clássica Pirmin Treku, Stadttheater Hildesheim, Ópera de Berlim e Compañía Úrsula López.

Da sua multifacetada carreira, destacam-se a dança solo acompanhando Maria João Pires e o pas de deux para “Povo que Lavas no Rio”, ao vivo, na presença de Amália Rodrigues, bem como a coreografia do bailado “Daw of Anunced Ending”, com a 2.ª sinfonia de Beethoven tocada ao vivo pela Orquestra Sinfónica do 
Musiktheater im Revier.

As suas coreografias já foram dançadas em Espanha, Itália, Alemanha, Estados Unidos da América, Cuba, Brasil, Grécia, Polónia, Argentina, República Dominicana e México.

 

Multipremiado, este extraordinário bailarino conquistou os troféus da Criatividade Juvenil com a ONU, Troféu Carreira da Associação Primo-Canto, Câmara Municipal de Oeiras e RDP África, entre muitos outros. 
Foi homenageado na Gala de Estrellas na República Dominicana e participou, em 2017, no DNA´s II Winter Course como, professor convidado.